segunda-feira, 27 de novembro de 2017

TOP 40 | As melhores faixas do Asian Pop em 2012 (10ª até 01ª)


Com trinta músicas já cortadas, é hora de o top 10 com as maiores, melhores, mais lindas, sensuais, grudentas e deliciosas faixas lançadas no asian pop em 2012 serem reveladas.

Interessante que, 2012, em especial, não é um ano que eu considero realmente bom para o Pop asiático num geral. No entanto, é inegável o apelo do que de melhor saiu nele. É um daqueles casos onde o que é ruim é bem ruim, mas o que é bom, meu amigo, é de cair o queixo.

Será que infestei o top 10 com vários números rockish japoneses? Será que sobrou espaço para a melhor música de um grupo que eu vivo tirando sarro e arrastando pra lama desde 2013? Será que MC Melody estava certa e "Pandora" figurará entre as melhores das melhores? Façam as suas apostas...

10) MOMOIRO CLOVER Z - SARABA, ITOSHIKI KANASHIMI-TACHI YO


Essa é, de longe, a melhor faixa do Momoiro em todos os tempos. Além disso, ela é a que melhor encapsula toda a proposta envolvendo o grupo, nisso de ser idol pop, mas com alguns elementos de Rock, com uma aura totalmente imersa no trash. Toda ela parece ser montada com diferentes refrães, além de rolar um efeito montanha-russa, visto existirem vários momentos de ápice ao longo de seus quase cinco minutos de duração. E eu sei que "quase cinco minutos" para uma música Pop em 2017 pode parecer meio absurdo, mas sério, escutem isso, é muito divertido...


- x -

09) PERFUME - SPENDING ALL MY TIME


"Spending All My Time" é um dos troços mais ridículos que o Perfume já lançou. Dito isso, "Spending All My Time" é também um dos meus troços favoritos já feitos pelo Perfume. A ideia é tão absurda que faz a volta e se torna legal. Sonoramente, temos sintetizadores datados rolando enquanto as três creepies ficam repetindo na melodia a mesma bobagem do início ao fim. E só. Enquanto isso, em tela, satã se apossa de seus corpos e ela fazem coisas bisonhas habituais de pessoas que estão com o mochila de criança na alma. Que hino, bicho...


- x -

08) BOA - ONLY ONE


Ooh, BoA, como você é maravilhosa. Lembro nitidamente de ter visto esse MV num telão na última vez que fui num evento de anime, no mesmo ano que você lançou isso. Me recordo também que dois grupos competiram por lá dançando essa coreografia. E o que mais marca a minha cabeça foi o meu choque ao perceber que "Only One" é uma balada, mas que você elevou o nível e a transformou num jam dançante espetacular. É por essas e outras que nenhuma solista coreana consegue o que você conseguiu. Mais de uma década de carreira e, ainda assim, rompendo seus limites...


- x -

07) KYARY PAMYU PAMYU - FASHION MONSTER


Com "Fashion Monster", a Kyary provou muitas coisas. Provou que pode ser uma roqueira rebelde que mostra o dedo e quebra instrumentos, provou ser uma mother monster melhor que a Lady Gaga, enfatizando o quanto os monstros podem ser estilosos, provou que não era apenas um viral do ano anterior, mas que estava ali para ficar, provou que músicas bonitinhas podem sim ter um peso instrumental ideal e bastante pulso. Não sei se é a minha coisa favorita dela, pois "Pon Pon Pon" e "Mondai Girl" também são fortes concorrentes, mas ao menos é o meu lançamento do Nakata favorito de 2012...


- x -

06) KARA - PANDORA


Acho que, não só música, mas a arte em geral é muito sobre sentimentos, né? Por exemplo, sempre que eu escuto "Pandora", sinto aquele mesmo frio na barriga de quando enfrento o chefão final de um RPG bem contado. É o mesmo feeling de imediatismo, de "caralho, se der merda aqui, todo mundo foge", de "somos todos personagens de anime correndo na abertura em 2D enquanto a sombra dos vilões aparece no céu", sacam? Talvez seja a guitarra, ou os teclados, ou a melodia que parece retirada de algum jogo de Super Nintendo. Sei lá. KARA rainhas. Estão fazendo falta...


- x -

05) ONE OK ROCK - THE BEGINNING


Aaaaargh, como eu amo essa música! É a melhor do One Ok Rock, sem sombra de dúvidas. Eu já falei algumas vezes sobre eles aqui em outros posts, sempre salientando essa atmosfera "gospel" em suas faixas, com instrumentais bem pesados, mas uns refrães absurdamente melódicos e emocionantes. Pois bem, peguem isso aí e elevem por 1000 em "The Beginning", pois foi onde eles melhor o fizeram. Ela desperta esperança, força de vontade, tristeza, alegria, vontade de morrer e de viver, tudo ao mesmo fucking tempo. Segundo melhor J-Pop do ano. Só não está mais acima pois as que virão depois me atingem ainda mais...


- x -

04) GAIN - BLOOM


Eu to tentando buscar pela memória se há algum outro MV feminino no Pop coreano tão, digamos, sacana quanto o de "Bloom". Das caras e bocas da Gain, aos closes maldosos, da coreografia à fotografia e introdução semelhantes ao cinema soft porn italiano que inspirou o Boca do Lixo aqui no Brasil, tudo remete àquilo... ( ͡° ͜ʖ ͡°) E é claro que eu não a colocaria em 4º lugar (sendo a terceira melhor entre os capopes) se a faixa não fosse, no mínimo, espetacular. A grande sacada que tiveram aqui foi também trazer essa vibe transante para o modo como a canção é montada. Os primeiros versos são como preliminares, a coisa vai esquentando nos "speak up, speak up" e fervendo no refrão. O ápice esta na ponte e os versos finais são como aquele respiro final. Tudo num instrumental jazzístico soberbo e arrepiante. Bateu 2 milhões de cópias, tá, fãs de charts...


- x -

03) 2NE1 - I LOVE YOU


"I Love You" é, talvez, a minha coisa favorita do 2NE1. Se não, ao menos, é a melhor delas. Caralho, sério, que troço lindo, arrepiante, contagiante, bem feito, bem interpretado, excelente em todos os pontos, sem erros... Perfeito. E o engraçado disso é que, em 2012, eu não tinha esse pensamento. Nem tem um motivo justificável pra isso. A implicância durou por 2013, 2014, só mudando mesmo quando o mano do Asian Mixtape colocou ela no top 2012 dele e, então, rolou aquele estalo em mim. Tem algo de ~místico~ no instrumental disso aqui que me desperta umas emoções meio sombrias que poucas coisas no Pop coreano conseguem parecido. E pensar que o 2NE1 poderia ter lançado uma dessas por ano de 2012 pra cá e ser o melhor girlgroup de todos os tempos. Mas, né, YG...


- x -

02) LISA - CROSSING FIELD


Quem acompanha a série Baú de OSTs já devia imaginar que a LiSA estaria rankeada bem alto nessa lista. Eu adoro tudo aqui: a mescla de um instrumental mais carregado e "roqueiro" com elementos clássicos e sintetizadores ao mesmo tempo, a letra, a melodia, a métrica, a fórmula bem Pop de versos fortes com refrão intenso e pegajoso até que surge uma bridge emotiva, a interpretação exagerada da LiSA, cujo timbre levemente irritante casa maravilhosamente com esse tipo de produção, o videoclipe simples, mas eficaz. TUDO em "Crossing Field" funciona, sendo um ótimo exemplo de animesong que adapta conceitos de antigamente, mas ainda assim soa contemporânea. Melhor treco do Japão em 2012...


- x -

01) T-ARA - SEXY LOVE


Já o melhor treco da Coreia do Sul - e do asian pop de 2012 num geral - foi "Sexy Love". Sério, bicho, essa música, essa música, ela é tão, tão... TÃO BOA! É o meu troço favorito em meio a tantos troços maravilhosos do repertório do T-ara, que eu meio que ignorava à época, mas acabou se tornando um dos grupos que mais escuto at all de uns três anos pra cá. "Sexy Love" é espetacular, pois fica numa zona hilária entre a sonoridade mais retrô de início de carreira delas e o EDM rampeiro pós-escândalos que elas adotaram de 2013 em diante. O refrão é inacreditável de tão grudento, cada elemento da faixa é icônico, e o gosto que eu fico ao final toda vez que a escuto é de que ela é tão... K-Pop. Tá aí, "Sexy Love" deve ser a canção que melhor encapsula o que K-Pop significa na minha cabeça. É uma junção entre o creepy e o bubblegum que eu nem consigo explicar direito. E, claro, ainda tem o plus de a Areum dublar o trecho da tosca expulsa lá por cima de vários efeitos eletrônicos para mascarar a voz dela apenas porque sim. T-ara rainhas de 2012. Quem discordar está errado. Bjokas...


- x -

2013 ~ 2014 ~ 2015 ~ 2016


E de 2012, foi isso aí. Como eu disse, não foi um ano que me marcou pela quantidade, então não rolou de montar dois rankings separando em Japão e Coreia do Sul como costumeiramente faço aqui, mas todas as quarenta selecionadas são maravilhosas e sobreviveram em minha vida durante todo esse tempo.

Tem que justificar ausências dessa vez? Bom, as que acho mais aparentes: "Fantastic Baby", do BIGBANG, que eu esqueci de incluir, assim como a divertidíssima "Up", do Epik High com a Park Bom. "Flashback", do After School, eu também acho divertida, mas perde uns pontos em replay factor por rolar um break bizarro de dubstep do nada. "Touch", do miss A, é bacana, mas não tanto quanto as demais nessa lista e... 9MUSES? Bom, isso vai chocar vocês, mas eu não curto tanto "Ticket" e "News", pelo menos não o bastante para incluir numa seleção de melhores do ano. "Like This", do Wonder Girls, eu também não sou fã não. É a vida.

E bom... Foi isso. Agora é só aguardar as duas semanas finais de dezembro para os tops de 2017. Se vocês curtiram esse formato e não aguentam esperar até lá, é só clicar nos links com datas acima, onde mostro as melhores de cada um desses anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...