domingo, 23 de julho de 2017

TOP 40 | As melhores faixas do J-Pop em 2013 (10ª até 01ª)


Foi uma semana bem intensa, mas finalmente chegamos ao fim desse ranking que traz o que de melhor saiu dentro do cenário musical japonês no ano de 2013. Trinta faixas já rodaram, restando apenas as dez melhores, mais incríveis, quentes, divertidas e pegajosas entre todas.

Quem irá se juntar ao pop chiclete de Me Dá O Amor, do AOA com o T.M Revolution em 2016, ao sambão cheio de vocoder da Sheena Ringo de No Verão, As Noites e ao pornozão do FEMM de Fode Garotos Ganha Dinheiro em 2014? E ainda mais importante: quantas faixas do Perfume eu consigo enfiar aqui sem perder a credibilidade e tudo isso soar como uma panfletagem aleatória do "Level 3"?

Essas e outras respostas vocês descobrem agora... *0*

10) PERFUME - PARTY MAKER


A minha relação com "Party Maker" é bem diferente do geral entre os fãs do Perfume. Enquanto já em 2013 eu via todo mundo gritando que isso aqui era hino, eu só fui começar a gostar mesmo dela... ANO PASSADO!!!1 Isso porque eu via o pessoal colocando a horrorosa "Story" como o novo jam épico do grupo quando o "Cosmic Explorer" foi lançado e só conseguia pensar "mas Party Maker é muito melhor que essa bosta, não tem nem comparação, vocês estão todos loucos". E então, voltei a escutar a delícia, acabei me viciando e, hoje em dia, essa deve ser uma das minhas canções obrigatórias enquanto faço o almoço, passo uma vassoura na casa ou vou para a faculdade. Um abraço para todos os fãs de música eletrônica cujos artistas favoritos não conseguem lançar um pancadão apocalíptico de mais de 7 minutos realmente aproveitável enquanto um trio de idols japonesas entregaram isso melhor que DJs renomados e bem avaliados pela Pitchfork...


- x -

09) KYARY PAMYU PAMYU - NINJA RE BANG BANG


Muita gente odeia e critica insanamente as trasheiras da Kyary. E o engraçado é que eu observo isso e nem consigo entender o motivo de esperarem alguma seriedade vindo dela. Tal despretensão vem me permitindo curtir os bons ápices satanicamente weirds de sua discografia. "Ninja Re Bang Bang" é uma das coisas mais legais lançadas por ela. O uso de sintetizadores remetendo diretamente à trilhas de jogos 8-bits japas, com uma imersão maior nas sonoridades folclóricas (mesmo que de maneira zoada) é sensacional. E o videoclipe é um dos melhores de toda sua carreira. Quem nunca tentou imitar a dancinha dos robôs que atire a primeira pedra...


- x -

08) NAMIE AMURO - HANDS ON ME


Namie Amuro num top 10 meu. Quem diria? É a blogosfera-fundo-de-quintal influenciando meu gosto pessoal. Enfim... Vocês se lembram se, para as Olimpíadas aqui do RJ, rolou alguma música oficial? Particularmente, nada chegou perto de ser contagiante na época a ponto de ser memorável para qualquer um aqui sem ir ao Google fazer uma consulta. Pois eu digo, se tivessem lançado algo como "Hands on Me", tal faixa provavelmente se tornaria um novo hino nacional. A reunião de elementos de percussão aqui dão à canção todo um ~clima Olodum~ que chega até a ser engraçado imaginar que isso não foi usado como divulgação japa para a Copa que rolou aqui no ano seguinte, ou mesmo como grito de guerra da delegação olímpica de lá ano passado...


- x -

07) TOMMY FEBRUARY6 - PINK ARMY


"Pink Army" é uma delícia. A Tomoko Kawase conseguiu com o James De Barrado a fórmula de uma música Pop eletrônica perfeita. A letra traz um discurso feminista meio zoado e é recheada de jogos de palavras. A métrica é agradável e viciante. Há efeitos sônicos meio dissonantes - tem trap, tem dubstep e, caramba, nada tirará da minha cabeça que eles samplearam algo da trilha sonora de Super Bomberman aqui. Só que tudo de maneira que soe como se já tivéssemos a escutado há anos, ao mesmo tempo em que aparenta ser algo ligeiramente novo. Uma pena não terem bolado um MV bem louco com a February6 liderando um exército de androides contra alguma raça alienígena masculina opressora, seria o ápice de 2013. Como não foi, um sétimo lugar é o suficiente...


- x -

06) FLOWER - TAIYOU TO HIMAWARI


O grande apelo do Flower, aquilo que faz do grupo interessante e destacável dos demais no E-Girls, é o fato de quase sempre conseguirem juntar em suas canções elementos clássicos e contemporâneos de uma forma orgânica, criando números excepcionais, lindos aos ouvidos e aos olhos, já que os videoclipes também seguem essa linha, com visuais impactantes servindo de tela para sua dança, fanservice yuri e bondage aleatório. Nisso, "Taiyou to Himawari" é uma das que mais me agradam em sua discografia. Imagino que, caso lançada 10 anos antes como trilha de algum anime shoujo, seria hoje um clássico entre o público otaku...


- x -

05) SHEENA RINGO & YASUTAKA NAKATA - NETSUAI HAKKAKUCHU


Em 2013, a Sheena Ringo comemorou 15 anos de carreira lançando uma compilação de colaborações dela com outros artistas não presentes em sua discografia ou lançadas de maneira oficial. Nisso, o single utilizado para promover tal LP foi uma parceria com o Yasutaka Nakata, que produziu o que acredito ser o momento mais eletrônico dela até então. "Netsuai Hakkakuchu" é TÃO estranha, mas ainda assim, TÃO boa. É uma música de videogame cantada, ponto. E a Sheena tanto percebeu isso que entregou um videoclipe que é basicamente a retratação de uma fase de jogo em live-action. Por isso que eu amo essa mulher...


- x -

04) PERFUME - MAGIC OF LOVE


"Magic of Love" é uma explosão de açúcar das boas. A forma adocicada com que os sintetizadores lavam toda a back track realmente me fazem acreditar na mágica do amor. Fora isso, ela tem um dos refrãos mais grudentos de toda a carreira do trio. Assim como a do Flower acima, é uma pena não terem usado isso como OST para algum shoujo magical girl, pois é essa a sensação que tenho toda vez que escuto a faixa. Quase dá para ver um grupo de meninas colegiais se transformando em heroínas de cabelos coloridos ao som disso aqui. Fora o videoclipe, muito bem bolado, que usa recursos simples de filmagem e edição para que elas apareçam de diferentes formas no cenário e ao mesmo tempo. É o tipo de cuidado inventivo que faz a diferença no fim das contas...


- x -

03) TOMMY HEAVENLY6 - RUBY EYES


"Ruby Eyes" é a melhor música do "Tommy Ice Cream Heaven Forever" e do lado Heavenly6 da Tomoko em 2013. Que número Pop/Rock sensacional. É energético, é dramático, a letra tem uma métrica simples e fácil de decorar. A bateria acelerada pra cacete durante os primeiros versos é um ícone que traz um ar Noise pra canção, o solo de guitarra é ridículo na medida, o vídeo também é ridículo e tosco na medida certa. Melhor J-Véia de todos os tempos mesmo, viu...


- x -

02) MIKA KOBAYASHI - BEFORE MY BODY IS DRY (ft. DAVID WHITAKER)


"Kill la Kill" foi o melhor anime de 2013. Ponto. E "Before My Body Is Dry" foi a melhor OST de anime de 2013. Ponto. A delícia é um full english melódico pra caralho, quase arrepiante. O modo como a letra da faixa conversa com os problemas presentes no enredo da animação é de uma sensibilidade sem igual, coisa que o Hiroyuki Sawano, responsável não só pelo tema de "Kill la Kill", mas também pelos de "Attack on Titan", "Nanatsu no Taizai", "Gundam", "Ao no Exorcist". "Kōtetsujō no Kabaneri", dentre outros,  faz com maestria em suas composições. Melhor número Pop/Rock do ano e uma das minhas animesongs da vida...


- x -

01) PERFUME - 1MM


"1mm" deve ser a melhor música lançada pelo Perfume até hoje. Ou, pelo menos, a minha favorita. Sempre que o tocador do meu celular está do aleatório e começa a bateria, onde eu estiver, seja em casa, na rua, no trabalho, na faculdade, já me preparo para o que está por vir. Elas logo dão lugar aos sintetizadores eletrônicos que vão servindo de cama para diferentes elementos sonoros ao longo da track, sendo um eles uma fucking gaita de fole que leva tudo para um nível de explosão mental que só os melhores na música eletrônica conseguem me fazer alcançar. E isso tudo acontece ainda antes das gatas começarem a cantar uma das suas letras mais viajadas em anos, soando como um mantra sobre abandonar seus amores inúteis em busca de uma realidade alternativa antes inimaginável. Os versos rápidos absolutamente funcionam e há toda uma malemolência na maneira como eles são entoados, dando uma impressão de urgência que deixa a música com uma carga dramática excelente. Ouso ainda dizer que "1mm" é um dos maiores medalhões da música oriental dessa década. É Pop pra cacete, porém imersa em toda a estranheza natural do que esperamos de algo vindo do outro lado do planeta. Como superar isso?


- x -


[40-26] [25-11]

Uou, esse ai foi o top 10 japa de 2013. Alguma surpresa? Faltou algo?

Vocês também podem dar uma olhada na versão coreana dessa lista clicando no 2013 acima, ou conferir todos os outros rankings aqui do blog entrando nos outros anos e na barra "melhores do ano" lá no topo da página.

Eventualmente, devo soltar uma lista com os melhores de 2012 também. Porém, o ânimo pra isso me é quase nulo, já que 2012 foi UM MERDA para a música Pop asiática, de modo que eu até tentei, mas não consegui pensar em 40 faixas para preencher um top. Se rolar, deve vir com menos colocações. Ou talvez eu junte J-Pop e K-Pop numa mesma seleção. Ou talvez eu ignore 2012 e já parta direto para 2011. Pensarei aqui.

Até um próximo post... ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...