terça-feira, 6 de junho de 2017

TOP 40 | As melhores faixas do K-Pop em 2013 (25ª até 11ª)


E cá estamos com a segunda das três partes que listam quais as melhores faixas do capope lançadas em 2013. No post anterior, tivemos muitas surpresas com algumas das faixas favoritas do grande público morrendo antes do top 30, 9MUSES aparecendo várias vezes e muito biasismo da minha parte.

Agora, vamos com as melhores entre #25 e #11, aquele espaço em rankings da blogosfera capopeira fundo de quintal que é morada daquelas canções que são maravilhosas, incríveis, sensuais, gostosíssimas, mas que, em comparação, acabam não sendo tão boas assim quanto as que aparecem entre as 10 mais.

Façam suas apostas e chorem com várias album tracks tomando os lugares de suas favoritas...

25) LC9 - MAMA BEAT (ft. GAIN)


Quase ninguém deve lembrar/saber, mas em 2013 a Nega Network tinha a intensão de lançar uma versão masculina do Brown Eyed Girls, inclusive com o grupo se chamando "Brown Eyed Boys". Obviamente, a ideia acabou não indo pra frente, com tal boygroup debutando como o LC9. "MaMa Beat" até que chamou alguma atenção pela ~violência~ do MV e pela participação da Gain, mas eles acabaram não soltando mais nada relevante depois disso, com os integrantes ficando na geladeira até que seus contratos terminassem em 2015. Ao menos, temos aqui o segundo melhor release masculino do ano...


- x -

24) 9MUSES - MISS AGENT


O legal de "Miss Agent" é ela emitir com veracidade aquele sentimento de estarmos em um filme policial trashão nos anos 80, com todo aquele apelo imediato que esse tipo de soundtrack necessitava na época, tanto na interpretação vocal mais dolorosa das musas, quanto no instrumental recheado de sintetizadores e marcado por uma bateria eletrônica hedionda. Falando sério, escutar isso aqui com um fone que presta no volume máximo é uma experiência deliciosa. Mais uma entre as tantas ótimas da tracklist do "Prima Donna". Que álbum bom...


- x -

23) IU - BETWEEN THE LIPS (50CM)


Adoro como a IU brinca aqui com duplos sentidos. Numa primeira interpretação, "Between The Lips" parece apenas um foxtrot romântico sobre ela preferir esperar o cara provar o quanto a ama antes deles darem seu primeiro beijo. Mas todos sabemos que a IU é super sacana e adora tirar uma com a cara dos coreanos, então, obviamente, a música fala na verdade sobre ela exigir que o cara tenha uma lábia maior para convencê-la de que ele é merecedor de COLOCAR A BOCA EM SUA PEPECA!!!1!!11! Os boatos de que o mundo é da IU e nós só estamos aqui de favor devem ser verdadeiros...


- x -

22) AFTER SCHOOL - FIRST LOVE


GET FUNKY! GET DOWN! C'MON! GET FUNKY! GET DOWN! AAAAAAAAAAAAARRRGGGHH!!! Quando mesmo a gente deixou de rir da cara do Brave Brothers e passamos a curtir as produções dele de verdade e não pela ironia? Bicho, isso aqui é MUITO bom. O cuidado no uso de elementos, fazendo com que cada uma das peças do instrumental se encaixem conforme os segundos da canção passam, a letra depressiva, os vários HEY surgindo no meio do nada. Eu amo "First Love" e me arrisco até a dizer que essa é a melhor música do After School em solo coreano - "Bang!" só presta em japonês, abraços...


- x -

21) 9MUSES - GLUE


Sim, meus caros. Mal chegamos na metade desse ranking e essa já é a quarta faixa do 9MUSES a dar as caras. Me tragam um outro grupo com nove deusas e um produtor de qualidade por trás e vamos medir qual é melhor (Twice e JYP? Pfffffff), pois eu tenho certeza que as musas ficarão na dianteira. "Glue" é ainda outra faixa eletrônica extremamente emotiva que facilmente poderia ser gravada por algum boygroup tipo Infinite ou Snuper, mas com alguns acréscimos de Disco aqui e ali. Bom... Na verdade, "Glue" fica MELHOR por ser gravada pelo 9MUSES, pois podemos vê-las fazendo vários bodyrolls com roupa de academia num MV de trinta reais - e isso conta muito...


- x -

20) KARA - DAMAGED LADY


Uou, top 20. Que emoção. Vamos lá! "Damaged Lady" foi o último lançamento com as cinco integrantes relevantes do KARA juntas e tal final não poderia ter sido melhor, mais dramático e mais emocionante. A letra fala sobre o término de um relacionamento, com elas PUTAÇAS com o cara (ou com a DSP, depende da interpretação) por conta de toda a merda que aconteceu entre eles. E essa raiva acabou sendo tão bem interpretada (ou era mesmo sobre a DSP e elas de fato estavam loucas da vida enquanto gravavam isso) que podemos identificar toda a ironia e o sangue nos olhos delas. E claro, o instrumental extremamente explosivo, com guitarras muito bem utilizadas e pesadas, ajudam em toda essa significância. Um dos pontos altos do ano...


- x -

19) BESTIE - LOVE OPTIONS


Mais Brave Sound!  Não sei se é só comigo, mas músicas sempre me despertam imagens mentais diferentes. No caso de "Love Options", o que me vem à cabeça é um grande ringue de patinação nos anos 70, luzes coloridas, todos rolando e dançando felizes, muito brilho, felicidade e todos os demais signos desse gênero. Coitadas das BESTie. Acabaram não hitando com nada, enquanto o EXID estourou no ano seguinte...


- x -

18) AILEE - U&I


Ooh, mas foi uma loucura quando a Ailee repaginou "Crazy In Love", da Beyoncé, e fez de "U&I" uma de suas title tracks mais legais de todos os tempos. E pensar que eu acabei não podendo ir COM CREDENCIAL DE IMPRENSA no show que ela fez aqui no Music Bank in Brazil. Que chance perdida. Mas fica também aquele ranço de nenhum dos lead singles (não estou falando de album tracks) seguintes dela, usando essa fórmula bigband ou não, ter conseguido se aproximar do quão isso aqui é divertido de escutar. Mas nem é por tais canções não serem boas não, sim por "U&I" ser apenas... Melhor...


- x -

17) LEE HI - IT'S OVER


Lee Hi  Os odiadores que continuem odiando, mas "It's Over" sempre será uma das melhores faixas da carreira da Lee Hi. O instrumental Soul retrô casa bem demais com o timbre vocal dela, com toda a letra sendo cheia de momentos grudentos e sing-along divertidíssimos (é impossível tirar os "It's over, It's oooveeer, so baby gooodbye!!!!" da cabeça), além do MV ser puro deboche afrontoso com o excesso de infantilização no aegyo. É mesmo o tosco do Papa YG na fantasia de urso? Se sim, amarrar ele num foguete prestes a explodir deve ser o sonho dos fãs dos idols esquecidos da gravadora dele...


- x -

16) IU - THE RED SHOES


O instrumental dessa música é tão lindo. E ele acaba funcionando ainda mais comigo por eu ter assistido milhares de reprises ininterruptas de Tom & Jerry no SBT quando criança, já que esse tipo de som era o que mais usavam como trilha de fundo para toda aquela violência maravilhosa. Aqui não temos a IU vestida de ratinha enquanto espanca um gato de várias maneiras diferentes, mas o clipe compensa por recriar a aura teatral dos filmes modernos, com toda a estética envolvida retratada ali, de modo a nos transportar corretamente para a época. Já disse que o mundo é da IU e nós estamos aqui só de favor, né? Pois é...


- x -

15) AILEE - NO NO NO


Eu falei sobre nenhuma faixa trabalhada depois "U&I" ter conseguido superá-la, mas isso se restringe apenas aos lead single, pois o próprio "A's Doll House" tinha algo ainda melhor que aquela beleza, "No No No". É uma loucura como conseguiram criar um Dance tão vibrante mesmo montando ele de maneira totalmente orgânica. O vocal da Ailee está destroçante, toda a interpretação está incrivelmente passional e o resultado final é nada menos que emocionante. Por mais números do tipo vindos dela no futuro e menos bobagens fingindo ser alien para tentar acontecer nos Estados Unidos...


- x -

14) EXO - GROWL


Vocês implicaram bastante comigo (e por "vocês", quero dizer o Carlos Dalla Corte) por eu colocar o EXO no top 10 de melhores do ano aqui do blog por duas vezes seguidas. Porém, a culpa não é minha se eles são uma das poucas boybands que conseguem lançar canções com um apelo Pop realmente válido e divertido de acompanhar. "Growl" é muito boa, bicho! A levada dela é toda contínua, há balanço, é catchy, dá vontade de cantar, de sacudir o ombrinho, de fazer lipsync. Novamente, foi a melhor faixa de um boygroup lançada em tal ano...


- x -

13) CL - THE BADDEST FEMALE


Em "The Baddest Female" temos a CL nos abençoando com a sua palavra em vários momentos de puro lirismo ofensivo, como quando ela repete duzentas vezes que é uma menina má, mas depois diz que tem princípios, embora as lágrimas dela sejam armas e seu sorriso brasas. Temos também ela esfregando o quanto é bela, gostosa e jovem ao chamar para a briga todas as mulheres mais velhas e irrelevantes da Coreia, falando que a referência a ser seguida agora é ela, pois ela é a melhor e está sempre ocupada. E claro, temos o ápice da iconicidade literária quando ela grita que essa música é dedicada à todas as garotas más do mundo, mas não "más" significando "más" e sim "más" significando "boas", tá ligado? Não vejo a hora dela debutar nos EUA... -q


- x -

12) F(X) - STEP


2013 também foi um ano de boas farofas na Ásia. Boas não, ótimas! E se no Japão tivemos o Perfume colocando todo mundo pra ralar a xaprosca no chão com a apocalíptica Party Maker (aguardem graciosamente a versão japa desse top), na Coreia do Sul as responsáveis pelo batidão mais cataclísmico do ano foram as meninas do F(x). "Step" é uma bobagem maravilhosa sobre elas falando que tem o melhor passo de todos. A melhor parte é quando a Luna faz um agudo todo emotivo na bridge lá por 2:44 e a Amber manda ela sair do caminho toda invocada, só pra depois o batidão voltar com ainda mais força e todos rebolarmos descontroladamente...


- x -

11) LADIES' CODE - HATE YOU


Há algo sobre a SoJung declarando que me odeia, que realmente me odeia, mas que na verdade me ama, enquanto olha diretamente na minha alma com um violão tocando atrás que faz com que "Hate You" já me capture nos primeiros segundos. É quase como hipnose, eu simplesmente não consigo buscar forças para passar essa faixa quando ela aparece no aleatório do meu celular, YouTube etc. E o fato dela logo depois se revelar um Dance, mas não um Dance qualquer, sim um Dance melancólico, soturno, quase macabro, com cornetas quase que fúnebres aparecendo para ilustrar o quão ferrado está o relacionamento a qual elas estão se referindo, torna tudo ainda mais envolvente. É aquilo de ser uma merda com a pessoa, mas ser uma merda maior ainda sem ela. "Hate You" é o tipo de música que me deixa bem e mal ao mesmo fucking tempo e isso é admirável pra caralho. Uma pena tudo o que veio a acontecer depois disso...



E é isso ai. Agora, só falta mesmo o top 10. Será que ignorarei a existência de Lee Hyori? Será que "I Got a Boy", um dos totens divisores de opiniões na fanbase ainda dará as caras? Quantas mais faixas do 9MUSES eu ainda conseguirei enfiar nisso? Deixem suas apostas.

Essas e outras questões serão respondidas, provavelmente, ainda nessa semana - depende do que sair de interessante para escrever e do meu tempo para me dedicar a isso aqui... #_#

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...