quarta-feira, 28 de junho de 2017

Shannon finalmente sai do porão da MBK com 'Love Don't Hurt'


A indústria musical Pop é cheia desses casos onde um artista tido como super promissor surge e atrai a atenção de todo mundo, quase que do nada, sem nem muito aviso, mas que, com a mesma velocidade, acabam por desaparecer, caindo no esquecimento coletivo após um ou dois hits. Apenas por alto, me vêm à cabeça nomes como Jojo, Natalie La Rose, Alexandra Stan, Fun., Gotye etc., isso só no ocidente.

No oriente, um dos nomes mais facilmente ligados a essa descrição é o da Shannon. Ela chamou uma certa atenção ao debutar pela Dap Sound, subsidiária da MBK, em 2014 com a espetacular Daybreak Rain, um dos meus troços favoritos daquele ano. Só que o ápice foi só esse mesmo, pois, de lá pra cá, ela só soltou um mini-álbum e uns dois singles, fracassando comercialmente.

E então, no final do ano passado ela decidiu participar da última temporada do K-Pop Star, rolou uma treta com o JYP, os holofotes voltaram a brilhar sobre ela e, uou, a MBK decidiu tirá-la do porão com um baladão R&B em duas versões. Confiram Love Don't Hurt...



Eu sei que é esperar muito de uma empresa que conseguiu foder com um produto como o T-ara dar um gerenciamento coerente para seus outros atos, mas honestamente, deixarem a Shannon de lado foi burrice até para eles. Essa menina já devia ter lançado do debut pra cá, no mínimo, mais uns três EPs e um full album, além de ter pelo menos tentado penetrar nos mercados japonês, chinês e, vá lá, estar começando alguma negociação de debutar em UK, lugar onde ela nasceu. Que desperdício.

"Love Don't Hurt" é o número perfeito para exemplificar o quanto ela é o pacote completo de vocal, conceito e visual. Para uma criança que cresceu ouvindo Pop/R&B nos anos 2000 (tá satisfeita, Jovem Pan?), isso ai está muito bom. É passional, emotivo, tem pulso, dá vontade de escutar mais e mais vezes.

E as coisas ficam ainda melhores na versão em inglês, onde o rap do Lil Boi é substituído pelo vocal da Amber, que também é responsável pela composição...



Gostei também do fato de, agora que a Shannon é maior de idade, decidirem mudar sua imagem para algo mais rebelde, mais "sujo", meio que representando aquele período da vida onde os jovens querem se forçar para fora da adolescência, transitando forçosamente para o meio adulto, quebrando a cara e aprendendo com isso.

Rendeu um MV bacana de acompanhar...






No mais, este é outro incrível lançamento dessa semana, que segue com 100% de aproveitamento em relação às solistas, soltando canções ótimas e diferentes entre si.

Vamos ver se Lee Hyori e Hyolyn não decepcionam com seus respectivos clipes amanhã.

2 comentários:

  1. Eu só tinha ouvido falar duas vezes dela, a primeira vez foi na música "Day And Night", que toca no MV do T-ARA, e depois quando ela fez comentários homofóbicose racistas ano passado...
    Logo não tive uma impressão muito boa dela, mas até que a voz dela é boa e a música é bem legal também... Só o rosto dela que me é meio estranho, acho que é pq ela tem cara de invocada, mas o talento compensa ^^

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...