terça-feira, 30 de maio de 2017

Gente, 'The Promised Neverland' está uma loucura mesmo... O_O


E ai que em fevereiro eu decidi ceder à pressão de um amigo e começar a acompanhar o mangá The Promised Neverland online. Para quem não se lembra, eu havia explicado que é meio difícil eu ter tempo e vontade para me dedicar a leituras que ainda não foram lançadas aqui no Brasil, porque para mim é bem mais prático ter o material impresso em mãos para que seja acessível lê-lo em viagens intermináveis de ônibus nos trajetos entre casa, faculdade e trabalho.

Não levem a mal, mas já não sou mais tão novo e desocupado para seguir as ~regras~ do mundo otaco, que dizem que devo acompanhar toda e qualquer coisa que sai lá do Japão apenas porque sim. Acabo tendo que selecionar a que dedicarei meu tempo e ficar horas na frente do computador lendo scans termina não sendo mais prioridade.

Exceto agora por "The Promised Neverland", pois isso está muito bom, bicho...

AVISO: vários spoilers a seguir



Dando uma situada em quem não leu review anterior ou mesmo não conhecia tal obra, o mangá narra a história de um bando de crianças entre 1 e 12 anos de idade em um orfanato, tendo como foco principal o trio de amigos Emma, Norman e Ray. O local aparenta ser normal, com todos ali vivendo de maneira feliz e satisfatória, inclusive tendo uma figura materna como cuidadora.

Só que as coisas começam a esquentar na noite em que uma menininha do grupo é "adotada". Quando ela esquece um bichinho de pelúcia em seu quarto, Emma, uma das mais velhas do grupo, acompanhada de Norman, resolve quebrar uma das regras do orfanato e ir até a saída levar o boneco. E é ai que o mundo idealizado despenca sobre a cabeça dos personagens - e dos leitores.

As crianças descobrem fazer parte de uma fazenda de carne humana, servindo de gado para o alimento de "demônios". É para isso que todos estão sendo criados. Esse foi o destino de todos que saíram da casa e será o de todos os que permanecerem.

Até a data da resenha que escrevi, eu havia lido todo o material até o capítulo 21. Como várias pessoas vieram me falar que o primeiro arco já estava terminado e que várias coisas loucas tinham acontecido, decidi nesse fim de semana retomar a leitura, vendo tudinho o que ocorreu até o capítulo 38.

E está mesmo uma loucura.


Primeiramente, que filha da putice a Isabella ter armado aquilo contra a Krone. Aquela criatura estava se mostrando uma das personagens mais carismáticas de toda a trama, meio que servindo como uma "âncora" para a realidade. É uma pena que ela tenha sido retirada da história assim tão cedo, pois creio que existia muito mais a ser explorado dela.

Dando segmento, acabou ficando no ar que a Mama tinha noção de tudinho o que estava acontecendo ali, sabendo quem fazia cada coisa a quase qualquer momento, só sendo enganada mesmo ao fim, com a Emma fingindo, certo? Então, podemos dizer que a Isabella tem um coração e estava torcendo para que eles, enfim, conseguissem fugir? Creio que sim.

Na verdade, todo aquele segmento dos planos finais, com os plot twists, flashbacks e tudo mais, além de explicar que ela fazia parte do complexo de orfanatos/fazendas como uma das crianças e todo o processo que ocorre com quem é escolhida para o treinamento de mama/irmã, serviu para humanizar não só a Isabella, mas todas as mulheres escolhidas como mama.

Okay, vamos deixar um pouco as reações inflamadas de lado e pensar pelo ponto de vista dos personagens. Aquele é um mundo bizarro, onde humanos não são mais a raça dominante e a única forma existente de sobrevivência da raça é servindo de comida para demônios. Do que é mostrado às meninas, é morrer como alimento ou viver para fazer a vida de outras crianças "feliz" pelo máximo de tempo possível.

Como lidar com isso? Particularmente, não sei como eu reagiria caso colocado num dilema desses. Não é o que estamos acostumados como sociedade, não tem como julgar assim de cara.


O que nos leva a outra questão. Se a mama tinha noção do que estava rolando e "gostava" daquelas crianças a ponto de torcer para que eles escapassem e sobrevivessem num mundo desconhecido até mesmo para ela, será que o Norman ainda está vivo? A última imagem que tivemos dele foi de uma cara de surpresa ao entrar numa sala de espera. O que será que há ali?

Sabemos também que as meninas escolhidas para o treinamento de mama, antes de começarem a trabalhar de verdade, são fecundadas para gerar novas crianças que servirão de gado. De onde vem o esperma utilizado para a fertilização? Será que há também um local para que os meninos mais inteligentes, antes do abatimento, doem seu material reprodutivo? Talvez o Norman ainda esteja vivo em um local desse tipo, essa é a minha teoria.

o grito que eu dei nessa parte...
Os capítulos nos apresentaram também como é a estrutura onde estão os orfanatos/fazendas, com várias em um só lugar cercado, separadas por um muro no topo de um penhasco cuja saída só pode ser acessada através do quartel general, onde está a "avó", figura que comanda as mamas e irmãs.

As crianças conseguem escapar iconicamente atravessando o precipício como se fossem o Indiana Jones direto para a floresta que cerca aquele lugar. O próximo arco deve contar como é esse lugar e o que eles viverão ali, as diferentes formas de vida que habitam aquele lugar etc., mas como será que é realmente o mundo?

É impressionante o quanto o roteiro desse mangá consegue ser envolvente mesmo não nos tendo revelado quase nada de tal universo. Temos como informação que alguém cria humanos para serem abatidos e servirem de comida para seres demoníacos bizarros, mas... E ai?

Será que a humanidade não existe mais fora dessas condições? Será que existe e convive com tal ideal? Será que há algum movimento contra isso?


Enfim, "The Promised Neverland" tem se mostrado um dos mangás mais interessantes desses últimos anos e ainda nem chegou no capítulo 50. O melhor é que as vendas das edições fora da Jump estão boas e esse parece ser um daqueles títulos que não serão cancelados tão cedo.

Resta agora acompanhar para que nossas dúvidas sejam sanadas e torcer por uma publicação aqui no Brasil e, claro, um anime pra breve - embora eu ache que ficaria melhor como uma sequência de longas em vez de um seriado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...