sexta-feira, 24 de março de 2017

Aqueles comentários obrigatórios sobre 'Wee Woo', debut do Pristin


Uou, que post atrasado. Levando em conta que eu estava totalmente no hype para o debut do Pristin, visto minha bias do Produce 101/I.O.I, Pinky, a Rafa Brites chinesa, novo visual da nação capopeira, provavelmente ganhar o papel de maior destaque no grupo, além de a Pledis ter alimentado a minha expectativa com uma porrada de covers bem feitos no YouTube e, bom, já ter tido algumas girlbands bem boas em seu catálogo, era esperado que eu escrevesse sobre isso logo que o MV saísse.

Só que, aleatoriamente, acabei tendo uma semana bem ocupada e tive de deixar isso aqui de lado - já disse que ser adulto é uma merda? Porém, não é como se isso fosse algo ruim, já que a minha opinião sobre Wee Woo acabou mudando com o passar dos dias...



A minha reação ao escutá-la pela primeira vez foi um tanto negativa. Quer dizer, para um debut, um número Disco/Pop sem muita ousadia acaba me soando muito inespecífico. Honestamente, "Wee Woo" não tenta reinventar a roda ou mesmo deixar alguma marca como identidade sonora para o grupo.

Só que ai, após mais algumas escutadas, lá pelo meio da semana, acabei me afeiçoando à faixa e esse amor aumentou quando notei toda a sacanagem velada contida em sua letra, o que tornou toda a experiência bem mais interessante. Ou seja, fui de 8 para 80 em questão de dias. Digamos que, agora, estou em 44.

A real é que "Wee Woo" é uma música legal e só. Não é ruim, não notei defeito algum, é bem construída e redondinha no que se propõe a ser. Entretanto, acaba não indo além disso. Ela não se aprofunda nas referências Disco impostas como, vá lá, fariam com o Crayon Pop ou o Brown Eyed Girls, optando por permanecer numa zona pop mais confortável e de fácil assimilação.

Digamos que, em vez de entregarem uma Blow, com todas essas piadinhas de duplo sentido na letra, elas acabaram lançando sonoramente só uma Birthday. E mesmo eu gostando de "Birthday", eu sei que o instrumental de "Blow" é milhões de vezes melhor, mais bem feito e mais ousado, sacam?

Nayoung continua com cara de pudim...

Não sei o nome dessa, mas oie...

EU TE AMO, PORRA...

Muitas tentam...
O clipe está bem bom, sendo extremamente colorido e atraindo bastante a atenção para cada uma das meninas de maneira individual, recurso também utilizado pelo Gugudan há algumas semanas e que deu muito certo. 

Vi que muita gente está jogando hate em cima delas por isso ser "uma cópia fajuta e descarada do Twice", mas acho que levar a sério as opiniões malucas dos Onces é pedir para se estressar. Quer dizer, até o AOA já fez isso, então tomem vergonha na cara.

No mais, acho que é só isso ai mesmo. "Wee Woo" não é ruim, mas também não é o tipo de coisa que eu escutarei massivamente e que aparecerá num top de final de ano meu. Nhé, é triste ficar meio indiferente, mas o que fazer?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...