sábado, 4 de fevereiro de 2017

Raspa Semanal #4 | Perfume, Cheetah, Wagakki Band, MASC e +


Após uma pausa, aqui estamos com mais uma raspa semanal, reunindo tudo o que poderia aparecer aqui no blog ao longo dos últimos dias, mas que acabaram não surgindo, ou por falta de tempo deste que vos escreve, ou por acreditar que, sozinhas, tais pautas não renderiam bons posts solos.

Sem mais delongas, vamos lá...

JOOHEON - RHYTHM


Em mais uma dessas egotrips ridículas de idols querendo "se provar" como artistas, esse rapaz do Monsta X resolveu lançar uma mixtape... Patrocinada pela gravadora. E enquanto, na teoria, querer explorar algo mais autoral num lançamento oficial e chamar isso de mixtape não faz o menor sentido, na prática, "Rhythm" é uma das piores faixas de Hip Hop que já escutei na minha vida. O refrão é horrível, a base eletrônica não impressiona em nada e o flow nas rimas dele é algo inexistente. E pensar que tem fãs do grupo defendendo isso como se fosse o troço mais inovador dos últimos anos. Mais sorte da próxima vez.

- x -

GALLANT, TABLO, ERIC NAM - CAVE ME IN


Eu não tenho mais a mesma paciência de sei lá quantos anos atrás de ficar acompanhando a cena Pop norte americana. Então, o fato de eu nunca ter ouvido falar desse tal de Gallant é completamente justificável. E ai que ele se juntou com o Eric Nam e com o Tablo num feat. pruma dessas faixas PBR&B moderninhas legal de ouvir. Não sei se estou na vibe para sonoridades assim, mas reconheço que é uma boa canção.

- x -

CHEETAH - BLURRED LINES (ft. HANHAE)


Mais uma a apostar nesse R&B eletrônico foi a Cheetah. A canção tem tido mais replay factor comigo que a do trio acima, contendo uns elementos sônicos mais chamativos e interessantes de escutar, além, é claro, da presença da Cheetah, que deixa tudo mais divertido de escutar. Porém, não sei se é o tipo de coisa que vai continuar na minha playlist conforme as semanas forem passando. É esperar para descobrir.

- x -

MASC - TINA


Essa aqui saiu ontem (3), então não sei ainda se curti de verdade ou se foi só fogo de palha. Nessa "Tina", o MASC emula a sonoridade do Maroon 5 em início de carreira, quando a banda do Adam Levine ainda tinha um certo pulso em seus instrumentais. Gostei do pacote completo.

- x -

JESSI - DON'T MAKE ME CRY


Eu confesso que gostaria bem mais de ouvir a Jessi numa pegada mais agressiva, como ela mostrou em K.B.B. "Don't Make Me Cry" é uma boa ballad, com influências no Soul muito bem adicionadas e um refrão melódico gostoso. O timbre vocal facilmente reconhecível (cantado pelo nariz) dela também é bem bom de escutar...

- x -

CHANMINA - FXXKER


Essa bosta ridícula "FXXKER" não é uma música boa não. É barulhenta, é try hard, mas acaba funcionando pela piada de termos essa tal de Chanmina berrando "fucker" enquanto encarna a CL em "Hello Bitches" no videoclipe. Pra quem não está ligando o nome à pessoa, essa menina é aquela rapper que participou do remix de Daisuki, do TeddyLoid.

- x -

COUNTRY GIRLS - GOOD BOY BAD GIRLS


HEAUEAHUEAHUHEAUEAHUAEHUEHUA

- x -

AI OTSUKA - WATASHI


Mas tem um século que eu não ouvia falar dessa mulher. Que bom que, agora de volta, a Ai Otsuka optou por lançar um House somado com instrumentos orquestrados. Digo isso, pois é comum que cantoras lancem aquelas baladas gigantescas e pouco inventivas nessa época do ano. Então, ouvir algo como "Watashi", vibrante e mantendo-se naquele intermediário entre o melancólico e o dançante, é muito legal.

- x -

WAGAKKI BAND - OKINOTAYUU


Por outro lado, a Wagakki Band resolveu fazer o contrário para a divulgação de seu terceiro álbum, que sairá em março, e soltar justamente uma baladinha de inverno. "Okinotayuu" só não é imersa em tédio por essa ser a Wagakki Band e dificilmente ele errarem, já que essa mistura de Rock com Enka e demais elementos clássicos/folclóricos quase sempre funciona é capaz de levar a lugares diferentes - mesmo numa baladinha dramática...

- x -

DEF WILL - WINDING ROAD


Um girlgroup japa com visual sul coreano lançando uma faixa midtempo que mescla bem o synth com as inserções orgânicas. Curti os versos rápidos e o refrão dramático. É o tipo de coisa que eu gostaria de ouvir vindo do Flower. A propósito, o videoclipe está com legendas em português...

- x -

PERFUME - TOKYO GIRL


O Perfume está de volta, mas todos vocês já devem saber disso e saber também que essa faixa, "Tokyo Girl", vazou há semanas. Particularmente, não curto essa pegada "Avicii" de mesclar EDM com Country que o Nakata insiste em usar com seus atos - que, inclusive, estragou o conceito do "Cosmic Explorer" como um álbum. Só que as coisas ainda ficam piores aqui, pois se ele ainda acertou um pouquinho ao enfiar pulso em outras canções nessa vibe, tipo "Miracle Worker", "Pick Me Up" e "Flash", que acabam sendo divertidas com o passar do tempo, "Tokyo Girl" nem pra isso serve, pois não engrena em momento nenhum. Credo.

- x -

Por essa semana, é isso ai. Não foram muitos os lançamentos interessantes, mas creio que tudo vai melhorar ao longo de fevereiro.

3 comentários:

  1. meu filho jooheon kkkkkkkk volta pro flop com monsta x melhor que passar vergonha sozinho. a letra de good boy bad girls mds!! esses idols de jpop sempre me surpreendem com a falta de vergonha na cara umas pirralhas dessas bicho

    ResponderExcluir
  2. Jpop? Onde vc viu jpop aqui nesse post? Tá falando do que não sabe.

    ResponderExcluir
  3. Jpop? Onde vc viu jpop aqui nesse post? Tá falando do que não sabe.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...