terça-feira, 15 de novembro de 2016

Morning Musume volta à boa forma em 'Confront With Bare Nakedness'


Todos os atos relevantes do Hello! Project que tiveram um comeback em 2016 já tinham conseguido soltar uma grande faixa para eu tremer o bumbum enquanto fazia uma faxina aqui em casa, o Juice=Juice, o Angerme, o C-ute, até grupos de menor relevância como o Magnolia Factory. Porém, o Morning Musume não.

Digo isso pelo triple-a-side de graduação da Kanon ter sido bem abaixo da média esperada para essas meninas, por a música lá dos gatinhos ter sido bem qualquer coisa e I'm not Like That ter sido apenas divertida em vez de sensacional.

Bom, a coisas mudaram e as minhas momusu subiram na mesa para entregar um dos melhores releases do H!P em 2016. Confiram ai o hino futurista/retrô Confront With Bare Nakedness...




HEAUEAHUEAHUAEHAUEHUEAHUEAHEAU COM ESSA MERDA MA-RA-VI-LHO-SA!

Eu já tinha ficado empolgado com essa música quando os fãs do H!P soltaram a versão para as rádios no YouTube, pois carregava tudo o que de melhor o Morning Musume é capaz de nos proporcionar sonoramente: um EDM com o tempo altíssimo, carregado de sintetizadores que parecem tirados de algum jogo do Atari, uma letra absurdamente dramática e uma interpretação vocal tão teatral quanto.

Entretanto, as coisas adquirem um novo gás e se elevam prum nível entorpecedor quando ela é escutada inteira com o acompanhamento visual do videoclipe. É claro que não é nada muito elaborado, afinal, estamos falando do H!P, mas isso do caleidoscópio e das pinturas com neon é eficaz para o instrumental proposto.





Pra mim, nota 10/10. Melhor lançamento delas desde An Adolescent Boy Is Crying, no ano passado.

É interessante notar que o Morning Musume, de geração em geração, consegue manter o bom hábito de, anualmente, lançar pelo menos uma faixa com o espírito trash que se tornou a marca do grupo no final dos anos 90. Pros capopeiros que não estão entendendo nada, pensem num Orange Caramel ou num T-ara rotativo que está há quase VINTE ANOS no mercado apenas pelo nome.

E, para mim, esse tipo de coisa acaba sendo um dos grandes motivos de acompanhar com tanto afinco o mercado de entretenimento musical japonês (bem mais que o americano, honestamente). Conheci o Morning Musume em uma comunidade no Orkut quando divulgavam "Ambitious! Yashinteki de Ii jan", por volta de 2006, mesmo momento onde ocorreu o *BOOOM* de lan houses aqui no RJ e comecei a pesquisar e me aprofundar mais sobre os atos nipônicos. E essa ai foi um pouco antes da oitava geração, sendo que já estamos na décima segunda.


Enfim... O triple-a-side Sexy Cat no Enzetsu / Mukidashi de Mukiatte / Sou Janai sai no dia 23 e conta com seis versões diferentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...