domingo, 23 de outubro de 2016

TOP 40 | As melhores faixas do J-Pop em 2014 (40ª até 26ª)


Olá, pessoas maravilhosas. Como estão? Espero que bem. Como vocês já devem ter percebido, minha semana de provas se foi, já entreguei o meu pré-TCC e agora posso respirar aliviado e voltar a gastar a minha juventude escrevendo posts pedantes aqui para o blog. *o*

Para comemorar isso, resolvi tirar do porão da YG aquela sequência de matérias recordando algumas das melhores músicas lançadas nos últimos anos lá na cena Pop asiática. Dessa vez, listando quais foram as 40 melhores faixas lançadas no Japão em 2014.

Como vocês viram, resolvi aumentar ainda mais o número de colocações. Mas não se preocupem, manterei o número de postagens em três partes mesmo. E quero também aproveitar esse espaço pra dizer que tentei abranger um pouco mais o cenário para que não acontecesse como no de 2012, comigo esquecendo de falar da Koda Kumi, da Sheena Ringo e de outros artistas legais. Entretanto, ainda assim, o que vale aqui é o meu gosto e as minhas experiências musicais. Se eu tiver achado que os lançamentos foram uma merda (cof cof cof Ayu), eles não entrarão... :v

40º) YUN*CHI - YOUR SONG*


Eu só fui ter noção de quem é a Yun*Chi e de como ela leva a carreira dela em 2015, através do singel Lucky Girl, cujo videoclipe bizonho consegue ser bom de tão tosco. Coincidentemente, algumas coisas dela já haviam passado por mim e eu não tinha dado tanta importância assim, caso dessa "Your Song*", um Pop eletrônico cintilante, vibrante e super bonitinho, usado como trilha de encerramento do anime "Log Horizon". É uma boa música, com um bom vídeo e um conceito divertido de acompanhar...

- x -

39º) E-GIRLS - DIAMOND ONLY


O 2014 do E-Girls e de todas as suas desambiguações foi bem bacana. Foram boas músicas para as girlbands e para o megazorde completo. Das canções da vertente "kawaii-meio-infantil" que elas lançaram, a minha favorita foi "Diamonds Only", um Dance açucarado com cara de idol/animesong nada ofensivo. Gosto do arranjo instrumental, dos versos e do refrão, tudo bem uptempo. É claro que o PV poderia ser menos como um comercial da Polly Pocket, mas não chega a doer tanto não...

- x -

38º) FEMM - PARTY ALL NIGHT


O FEMM foi o grande destaque positivo vindo do Japão em 2014. Um duo de gatas fingindo ser manequins, cantando uns Pop 2000's sem vergonha, em inglês e com videoclipes de baixa renda super legais. Das muitas faixas do álbum delas que aparecerão aqui, a que inicia essa jornada é "Party All Night", uma bobagem robótica maravilhosa alfinetando uma lei ridícula sobre não dançar após a meia-noite. O refrão disso é um dos troços mais viciantes de anos atrás...

- x -

37º) SHEENA RINGO - NIPPON


Todo mundo na Ásia em 2014 tava com fogo na rabo pra aproveitar o filão da Copa do Mundo e lançar sei lá quantos singles temáticos pra faturar uns trocados a mais com o espírito esportivo da época. Um dos mais legais foi o da parceria da Sheena Ringo com a rede de TV NHK. "Nippon" é um número roqueiro ótimo, ótimo, ótimo. Há bastante peso instrumental e todo o pacote final fica ainda mais interessante com o timbre vocal da Sheenão, extremamente característico e que funciona bem para esse tipo de faixa...

- x -

36º) FAKY - GIRL DIGGER


Não sei se já tive a oportunidade de falar do FAKY aqui no blog, mas elas são um girl group japa que foge completamente do esperado por grupos femininos de lá, se assemelhando mais ao que fazem no K-Pop, com toda a sua proposta mais ocidentalizada e ~global~ de canções, imagem e videoclipes. Em 2014 elas ainda eram um quinteto (até que duas pularam do barco e arranjaram uma suplente, virando um quarteto) e lançaram uma das minhas favoritas de seu catálogo, "Girl Digger". A soma da guitarra com violinos, sintetizadores, percussão e mais alguns elementos dá uma forma tensa e interessante pra faixa. É parecido com o que o Fifth Harmony faz atualmente, mas sem os fãs insuportáveis...

- x -

35º) KODA KUMI - SHOW ME YOUR HOLLA


É a Koda Kumi emulando a Christina Aguilera na era "Back to Basics" cantando sobre o cara mostrar a holla dele. Não tem como ser ruim... -q

- x -

34º) AIMER - HOLLOW WORLD


A descoberta da Aimer foi um dos melhores acontecimentos musicais que tive esse ano. Falo isso pois não são só os singles mais recentes dela que prestam, mas também os mais antigos. Um dos que ela lançou há dois anos para a promoção de um jogo lá pra PS Vita veio com essa "Hollow World" como b-side. Só é uma pena não rolar um videoclipe todo épico/etéreo do jeito que ela gosta, pois um acompanhamento visual pra essa releitura da sonoridade do Evanscence e afins faria com que ela estivesse algumas posições acima...

- x -

33º) S/MILEAGE - MYSTERY NIGHT


O S/Mileage deu origem ao Angerme, que é um dos grupos do Hello! Project que não é o Morning Musume, o que não quer dizer muita coisa além da estética um tiquinho mais madura, pois "Mystery Night" é o tipo de farofão meio cafona - mas sendo legal justamente por isso - que o momusu costuma soltar duas ou três vezes por ano. O violino ridículo no início deixa tudo com cara de soundtrack de novela da Televisa, mas tudo vai melhorando conforme o pancadão vai aumentando. É o tipo de coisa que só funciona com quem tem um desprendimento maior e costuma curtir essas doideiras japonesas e levar pra vida como normal. Como esse é o meu caso, entra na lista...

- x -

32º) KATO MILIYAH & MIKA NAKASHIMA - FIGHTER


Voltando algumas casas, a Kato Miliyah e a Mika Nakashima também entraram no filão da Copa e lançaram "Fighter" para uma das sei lá quantas coletâneas da época. Ou melhor, elas lançaram foi uma versão remixada, pois o rockish original, na verdade, foi usado na trilha sonora daquele filme horrível do Homem-Aranha com o Electro. Ou seja, essas ai sabem como vender um peixe, né? Falando da música em específico, é mais um número roqueiro bem aproveitável e que fica ainda melhor com o auxílio visual do clipe...

- x -

31º) FLOW & GRANRODEO - 7 SEVEN


Eu não curti muito o anime "The Seven Deadly Sins", por inúmeros motivos que não irei me aprofundar aqui. Entretanto, preciso admitir que conseguiram montar uma trilha sonora bem interessante pra série, com um destaque especial pra essa parceria do Flow com o Granrodeo. Olha, que Pop/Rock energético, contagiante. Os versos fazem a prévia perfeita pro refrão explosivo, que realmente gruda na cabeça. O solo de guitarra ~virtuoso~ na bridge também é divertido e o clipe com os dois grupos também é eficaz para entreter...

- x -

30º) T.M. REVOLUTION - COUNT ZERO


O tio T.M. Revolution precisava de um meio de manter sua juventude, então decidiu sugar a força vital das meninas do Scandal num single conjunto com o grupo. Da parte dele, tivemos essa "Count Zero", que soa mais ou menos como o que faziam com aberturas de anime nos anos 80 e 90. Logo, é maravilhosa, com o tempo lá em cima, sei lá quantos sintetizadores interagindo com um instrumental razoavelmente pesado. A cereja do bolo é a voz esganiçada dele por cima disso tudo. Rei mesmo, viu...

- x -

29º) C-UTE - THE FUTURE


Depois de três faixas ocupadas por releases roqueiros, preciso manter a atenção da galera que só frequenta o blog pelo K-Pop e postar algo de uma girlband. Sorte que temos aqui uma musica bem boa lançada por outro grupo do Hello! Project que não é o Morning Musume. No caso, as C-ute. E no caso, elas são as mais lindinhas dos grupos. Sobre a música, "The Future" é como uma versão eletrônica daqueles Pop/Rocks dos anos 50, que vai mergulhando cada vez mais em sintetizadores que lembram trilhas de videogames antigos. Aproveitem ai o vídeo com as cinco dançando vestidas com papel laminado...

- x -

28º) SCANDAL - RUNNERS HIGH


Como eu já disse, o T.M. Revolution se juntou ao Scandal num single em conjunto. Da parte das meninas, tivemos "Runners High", que acaba sendo a habitual mistura de Rock com Ska que se tornou a assinatura sonora delas ao longo dos anos, aqui com um peso instrumental maior. O bom é que esse tipo de coisa funciona bem com o Scandal, eu gosto muito e não tenho do que reclamar, mesmo que não tenha sido o que de melhor elas lançaram em 2014 - aguardem próximos posts...

- x -

27º) TEDDYLOID & DAOKO - ME!ME!ME!


Tá, admito, eu ainda não entendi o que o TeddyLoid queria com "Me!Me!Me!". Ainda não caiu a ficha se era só para viralizar, se era para chocar a família tradicional conservadora, se era para servir de fap material pros otakus que adoram um hentai, se era para ser conceitual... EU APENAS NÃO ENTENDI, GENTE!!!111!! Enfim, musicalmente, é uma ótima faixa eletrônica, que foge do dois pra lá, dois pra cá dos Dance habituais, com várias camadas, mudanças de andamento e elementos sonoros. E ainda tem a voz da Daoko por cima de tudo, deixando tudo mais divertido. A propósito, o videoclipe ai abaixo não está censurado, então não assistam no trabalho ou em qualquer ambiente onde possam achar vocês uns pervertidos imorais...

- x -

26º) FEMM - WANNABE


Outra faixa do maravilhoso álbum de estreia do FEMM que vale o destaque é "Wannabe", um dos momentos mais eletrônicos e sonoramente mais pesados do trabalho. Os sintetizadores estão super fortes e "transcendentais", a melodia é ridiculamente grudenta (tipo, muito MESMO), a letra falando sobre elas morrerem de inveja e quererem ser uma mina que é a gostosona do pedaço e atrai a atenção de todos os caras é inacreditável de tão absurda. A propósito, é ótima para jogar umas indiretas, fica ai a dica...

- x -


E por hoje é isso ai. Semana que vem, trarei as faixas colocadas entre 25ª e 11ª. Será que os atos favoritos de vocês aparecerão aqui? Será que serão veemente ignorados, tipo o Perfume? E quantas outras canções do FEMM ainda aparecerão? E a invasão hallyu?

Aguardem... \o\

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...