quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Saiu a prévia do 1º álbum da REOL e ele promete ser a farofa do ano


Eu totalmente perdi o timing de falar da REOL e ficar em sintonia com os meus colegas blogueiros na época que ela soltou a ótima "Give Me a Break Stop Now", então decidi segurar um pouco a pauta até que ela finalmente lançasse seu primeiro álbum.

Bom, ela ainda não jogou pra rolo o "Sigma", mas já colocou lá no canal dela uma prévia bem generosa do que está por vir. E, meus caros, preparem essas rabas para ferverem bastante até o chão, pois isso tá prometendo ser um farofão daqueles...


Só para dar uma situada, REOL é uma unidade/grupo da gravadora Toy's Factory. Dela, fazem parte o produtor/DJ GigaP, o Okiku, que é diretor dos videoclipes, e a vocalista... Reol. Exato, o nome do grupo é o nome da gatinha, mas todo em caixa alta.

A propósito, a Reol é uma Utaite, que é tipo um nome chique que dão no Japão pra essa galera que faz covers no YouTube, mas de uma forma um pouco mais incrementada, usando avatares em formato anime, funcionando como um nicho bem movimentado. Pesquisando um pouco, vocês podem achar versões dela para Mr. Taxi, do SNSD, e Fantastic Baby, do grupo lá de racistas-homofóbicos-misóginos da YG.

Agora sim, falando do álbum. "Sigma" será o primeiro LP do grupo, sairá lá no Japão já na semana que vem, dia 19, e será vendido para o resto do mundo através da Amazon - espero eu que joguem no Spotify também, viu.

Como vocês podem ouvir ai em cima, todo ele será composto de faixas voltadas para a pista de dança e pegando toda aquela ~estranheza~ que tanto chama a atenção pro Japão em sua produção, sendo ela bem suja, com o tempo alto e vários efeitos eletrônicos na voz.

Particularmente, em um ano onde o Perfume lança um álbum extremamente fraco e ocidentalizado, em que as Momoiro deram uma "limpeza" na imagem, em que a Kyary Pamyu Pamyu aparenta ter esgotado a fonte e em que nada relacionado a vocaloids parece vingar, é uma boa ter outra galera bizarra para salvar o lado creepy da ilha do sol nascente.


Quer dizer, o videoclipe de "Give me a Break Stop Now", um dos meus favoritos desse ano, é quase como uma versão em preto e branco das produções da Kyary, sendo um pouco mais sexy, mas ainda tão estranho quanto. Caso a faixa fosse um pouco mais aguda, é bem provável que os mais desavisados até pensassem que fosse a própria Kyary dando uma ~amadurecida perigótica~ na imagem.

Confiram as capas e a tracklist:

versão normal...
versão limitada...

1. "VIP KID"
2. "Give Me A Break Stop Now"
3. "YoiYoi Kokon"
4. "Konoyo Loading..."
5. "RE:"
6. "Lunatic" (ADOREI A HOMENAGEM AO BLOG)
7. "Kamisama ni Natte Hi"
8. "ChiruChiru"
9. "-FINAL SIGMA-"
10. "DetaramE KiddinG"
11. "Summer Horror Party"
12. "404 not found"
13. "VIORA"

E ai, empolgados? Já estou preparando meus quadris para vários quadradinhos e -q

2 comentários:

  1. Ja me tremi todo so com a intro dessa Vip Kid kkkk, eu não tava dando mta bola pra ela mas agora fiquei muito ansioso e curioso pra ouvir esse album
    Ps. Achei a capa da versão normal bem melhor que a da limitada .-.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também curti bem mais a capa da versão normal.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...