sábado, 17 de setembro de 2016

Post obrigatório comentando Pokémon Generations #1: Cadê o Giovanni?


E ai que a Pokémon Company tem movimentado bastante o mundo nostálgico online, deixando os pokéfans em êxtase com várias notícias e lançamentos nos últimos dias. O que é uma coisa maravilhosa, já que a quantidade de pautas para a editoria otaku nesse blog tem estado BEM reduzida nos últimos meses e é sempre bom angariar mais alguns views interagir com essa fatia de público que amo tanto

Visto isso, decidi que irei adotar a maravilhosa tática linha editorial de todos os outros colegas da blogosfera otaku nacional: analisar o anime episódio a episódio, dando os meus pitacos e tentando traçar um panorama de como será o resultado final através do que é liberado semanalmente.

Então, vamos lá!!!!111!!ONZE1!!


Uma coisa que tinha me deixado um pouquinho preocupado quando soube que os episódios seriam bem curtinhos, com no máximo 5 minutos, era o fato de o anime como um todo acabar tendo um ritmo acelerado demais e nem um pouco aprofundado, servindo como desculpa para incluir um sem número de cenas de ação gratuitas com os pokémon pra lá e pra cá apenas para agradar os pokéfans mais apaixonados (eu). Bom, o primeiro episódio é quase isso ai.

Temos sim um sequência legal de cenas de ação com Red e seu Pikachu. Entretanto, não aleatórias. É compreensível que isso foi montado para contar o quanto o protagonista é incrível e percorreu todas as regões já exploradas até agora nos games.

Aliais, achei bacana o fan service de iniciarem o desenho com a intro icônica do primeiro jogo. É aquilo de utilizarem a metalinguagem de uma maneira correta e isso me agrada bastante.


O problema é que foi só isso ai mesmo, um curta de início. Então, vamos ao próximo...


As coisas começam a andar um pouco mais no segundo episódio, com uma companhia investigação procurando pelo Giovanni, líder da Equipe Rocket. Vemos um ponto de vista um pouquinho mais adulto na série, com eles torturando um membro da ER num interrogatório.

Coitado do James...
Mais tarde, eles descobrem que o chefão costuma dar pinta lá no ginásio de Viridian, então invadem o local, querendo dar water gun, sucker punch e sludge bomb, mas o vilão já tinha escapado. E ai acaba com ele falando algumas coisas sobre dominar todo o mundo Pokémon. Que emocionante.


E é isso por essa semana, galera. Puxa, adorei esse novo formato. O que será que irá acontecer na semana que vem?

A propósito, já que estou adotando o estilo dos outros blogs otakus aqui do Brasil, talvez eu até volte a analisar um anime apenas pelo primeiro episódio, naquilo de "primeiras impressões". O que acham?


Vejam também: Maravilhosa review do Ash perdendo a final da Liga Kalos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...