sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Dal Shabet volta bem teen querendo curtir o fim de semana em 'FRI. SAT. SUN.'


Eita, como a semana passou rápido. Nos últimos dias, várias coisas aconteceram ao redor do globo, mas não tive a oportunidade de comentar por aqui. Em vez de apelas para mais um pacotão com tudo o que saiu, achei melhor, dessa vez, das uma aprofundada nos assuntos durante o final de semana.

Pra começar, vambora fazer a alegria do Dougie e dos outros três fãs de Dal Shabet que devem existir aqui no Brasil e comentar o retorno das gatas com FRI. SAT. SUN., a delicia teen dessa semana...


Pra ser bem sincero, só conheci o grupo no ano passado por conta do MV de Joker, cujo jogo de palavras na letra me rendeu um dos posts de maior número de views numa matéria prum outro site que eu escrevia. Depois disso, fui pesquisar o que mais elas tinham lançado e, nhé, de bom mesmo, só B.B.B, de 2013. Felizmente, lá na primeira semana de janeiro, elas retornaram com a gostosinha Someone Like U, um dos troços mais legais desse ano. Com isso, minhas expectativas para um comeback do quarteto estavam lá nas alturas.

E o que tenho pra dizer é que... Não me decepcionei.

A construção de "FRI. SAT. SUN." é extremamente divertida. O instrumental eletrônico no início nos faz achar que ela migrará por um rumo semelhante ao Deep House, mas conforme os versos vão passando, o ganho de elementos vai tornando-a mais e mais Pop. O pré-refrão dominado por palmas que preveem a explosão de drum'n'bass que virá logo em seguida. A letra é gostosinha e a melodia e contagiante, fácil de assimilar.

Quer dizer, não é uma canção que mude a vida de alguém, ou que revolucione os estilo, mas é boa de escutar e suficientemente despretensiosa para que eu não espere algo além disso e fique desapontado quando esse troço a mais não vem. Curti bastante.

E o MV nos moldes Digipedi de direção me lembram uma outra produção do cara: Sentimental, do Winner, com uma certa interação entre cenários e câmeras aéreas. É divertido de assistir e não fica no mais do mesmo que algumas girl bands tem apresentado em 2016.

gatinha número 1 trabalha com botânica...
gatinha número 2 trabalha numa lanchonete hipster...
gatinha número 3 tem que ficar explicando pros amigos que tira fotos como trabalho e não como hobby...
Gatinha que é a cara da Hyuna é fashionista...
No final de semana, as gatinhas do Dal Shabet são gente como a gente e se juntam para festejar...
No fim, o gosto que fica é de um bom videoclipe, uma boa música e todo um comeback divertido e descompromissado. Eu curti, vi que a fan base curtiu, não tenho do que reclamar. 

Uma pena o EP, décimo da carreira delas, ser basicamente feito de canções teen açucaradas genéricas que soam como troços que o TWICE lançaria. Ó ele ai abaixo pra vocês escutarem. Particularmente, gostei bem mais do "Joker is Alive".


Avisos pra ala capopeira/jotapopeira: Posts sobre GOT7, Crayon Pop e Aimer saem nos próximos dias. A resenha do álbum da Utada Hikaru sai só semana que vem, assim como a primeira parte do top 30 de J-Pops de 2014;

Avisos pra ala otaku/nerd/fãs de animações: Já assisti "Cegonhas" e o review sai na semana que vem. Tentarei comentar o que mais já saiu de "Pokémon Generations" nos próximos dias e estou dando um gás na minha lista de animes da temporada e pretendo ir falando deles em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...