segunda-feira, 4 de abril de 2016

'Kuma Miko: Girl Meets Bear' é mesmo uma tosqueira ma-ra-vi-lho-sa \o/


E ai que quando eu tentei bancar a Mãe Dinah lá no início do ano eu totalmente acertei sobre o que viria para Kuma Miko: Girl Meets Bear. Acabei de assistir ao maravilhoso primeiro episódio do anime e, céus, que troço genial.

Para quem não lembra, o desenho conta a vida de uma sacerdotisa (Kumi) meio "inocente" chamada Machi, que serve num templo de um guardião urso (Miko) chamado Natsu o diz que quer estudar em um colégio de Ensino Médio na cidade grande. Só que o ursão, receoso, prepara uma série de testes para a garota se "preparar para a vida" antes de ir para a sociedade.

E grande lance é que esse teste é, de fato, algo literal, com perguntas e respostas tosquíssimas, cheias de piadas quanto a pronúncia de algumas palavras nipônicas.Mas, vamos pruma pequena análise desse primeiro episódio...


A delícia toda começa com uma ~homenagem~ aos filmes Scream Queens, onde a mocinha acaba se perdendo em uma floresta e é devorada por alguma criatura horripilante. Obviamente, tudo não dura muito, já que a gatinha acima é a tal sacerdotisa e o ursão é bastante gente boa, só querendo dar boas vindas.

A propósito, a OST de abertura é tão tosca que casa com o pacote todo:


E ai, a trama continua para um maravilhoso debate entre os dois sobre ela ir ou não estudar numa cidade que fica há duas horas de distância. Confesso quase ter perdido o ar de tanto rir com esse segmento, que começa com ela executando um ritual, entregando-o um peixe para que ele aceite seu pedido. De início, ele se mostra irredutível, mas é totalmente comprado por uma... maçã!?!?!!11!

Entretanto, a menina só poderá partir daquele lugar caso enfrente um árduo teste, com perguntas e respostas importantíssimas de maneira a decidir todo o futuro de alguém. E vemos que a Machi realmente está obstinada a conquistar tal congratulação, visto odiar estar naquele lugar, já que a vila onde morar não tem itens de extrema importância para seres humanos, tais como mercados 24h, sinal de telefone/wifi ou trânsito nas ruas não asfaltadas...

Não dá para viver assim...
Após resolverem isso, o segundo ato do episódio chega colocando todos os queixos no chão.

Um carinha lá instrutor no vilarejo tem o hábito de levar as crianças que completam 9 anos de idade para o seu rito de passagem para a ~pré-adolescência~, explicando sobre as lendas daquele lugar. É claro que isso não seria feito de uma forma natural e, para que minha barriga doesse de eu tanto rir, o rapaz resolve fazer isso da maneira mais pervertidamente tosca de todos os tempos, com ilustrações, vozes ridículas e...

WTF????????????
É claro que tudo é uma maneira de fazer com que os cidadão da vila fiquem por dentro de seus mistérios e entendam as suas responsabilidades perante aquele local sobrenatural, gente, se acalmem. :D

Por fim, temos a cataclísmica OST de encerramento, com uma animação em chibi totalmente ridícula 


Alguém ainda duvida que essa merda será o melhor anime de 2016?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...