domingo, 22 de novembro de 2015

Digimon Adventure Tri é muito bom, Pokéfans tomam no cu mais uma vez


E ai que eu tomei no cu e Digimon Adventure Tri e bom pra caralho.

Como eu já havia comentado, estava com um pé atrás com o retorno de Digimon, visto eu não ter curtido quase nenhum "reboot nostálgico" de anime lançado ultimamente. Não consegui me prender a nenhuma das novas versões de Cavaleiros do Zodíaco, odiei o tal Dragon Ball Super, não passei dos primeiros episódios de Sailor Moon Crystal. De fato, a única produção dessa linha que realmente me cativou foi Ghost in the Shell: Arise. Somando isso ao fato de tudo de Digimon após a saga Frontier ter sido uma merda gigantesca, não tinha muito com o que eu me animar, né?

E que bom que eu estava errado.


Para a galera que é mais nova e não viveu essa época, o início dos anos 2000 foi um grande momento para a cultura otaku em todo o planeta. O Brasil não esteve fora disso. Dois animes foram os responsáveis por esse boom aqui: Pokémon e Digimon. O primeiro, estourou nas tardes da Record em um dos 200 programas da Eliana, coincidindo com lançamentos de jogos para Game Boy e Nintendo 64, gerando merchandising em inúmeros álbuns de figurinhas, revistas oficiais, tazos por salgadinhos da Elma Chips e biscoitos recheados genéricos. Já o rival de nome parecido, estreou um pouco depois na TV Globinho, sempre às 10h, fazendo tanto sucesso e se tornando tão onipresente na vida de todos quanto.

Particularmente, sou mais fã de Pokémon, mas, admito que os digiescolhidos sempre tiveram séries animadas mais consistentes, com arcos melhores, focando mais nos personagens e suas histórias que nas batalhas mirabolantes em si. E essa grande sacada que tiveram em Tri.


Como manter o nível ótimo das aventuras clássicas existentes nas duas primeiras temporadas e ainda soar fresco para novas gerações? A resposta: trazer uma nova história, um novo arco, usando os personagens que já conhecemos + alguns novos. Tudo isso com um enfoque ainda mais profundo no que cada um dos humanos se tornaram, explorando suas personalidades numa trama que aos poucos vai se abrindo e revelando sinais de que será grandiosa. Aah, e a animação, o traçado e a finalização, que eram pontos fracos antes, agora estão impecáveis. Quase como de produções cinematográficas.

Digimon Adventure Tri virá em OVAs. O primeiro tem quatro partes, os próximos virão ao longo do ano que vem. É uma boa? Não sei. Em tempos de Netflix jogando temporadas inteiras na nossa cara de uma vez só, a Toei distribuir o anime nos cinemas dividido não me agrada tanto, mas também não me ofende, já que estou com o coração na mão para saber o que vai acontecer.


A propósito, sério, o que vai acontecer? Até agora, sabemos que algo ainda mais bizarro aconteceu no Digimundo após os eventos ocorridos após a derrota do MaloMyotismon, com o surgimento de um mal ainda mais profundo. Sabemos também que a conexão entre a Terra e lá está mais forte, com mais estudos sendo feitos, mas que a merda foi tão grande que estão precisando apelar para os digiescolhidos veteranos.

Além disso, várias outras crianças escolhidas estão de-sa-pa-re-ci-das. Sério, onde o Davis, a Ino, o Cody, o Ken e os outros foram parar? E qual a ligação da nova gatinha de óculos com isso tudo? E qual a ligação da batalha do Greymon com o Parrotmon há trocentos anos com isso tudo? Será que todas as crianças que aparecem naquele filme são digiescolhidas? Temos muitas pontas que precisam ser amarradas e eu já estou enlouquecendo.

Davis sendo finalizado por quem?

O bom é que temos ótimas notícias já de cara. Por exemplo, a Sora virou uma baranga que tá dividindo seu amor entre seus dois senpais briguentos, Matt e Tai.


TK, indo contra todas as expectativas, se tornou um indie alternativo que deve escutar 2NE1, Years & Years e FKA Twigs enquanto fode várias 9nhas, esnobando totalmente a Kari.


E, enquanto todos os outros que continuaram na mesma ladainha de sempre, não despertando muita atenção,  Mimi está ainda mais escrota  e meu amor por ela só aumenta a cada frase idiota.

Hello, Bitches!
Enfim, com isso tudo, só nos resta esperar por mais alguns meses até que as próximas quatro partes saiam, algumas dessas dúvidas sejam sanadas, outras várias surjam e, oremos, os produtores de Pokémon tomem vergonha na cara de nos tragam algo tão bom quanto isso.

Sério, se eles conseguiram algo tão bom quanto nos OVAs Pokemon: The Origin, Raikou - The Legend of Thunder e no de XY, além de terem um dos mangás mais bacanas de todos os tempos. Por que não usar toda essa bagagem em algo que possa agradar também aos fãs mais antigos da franquia em vez de só repetir o mesmo anime em diferentes regiões?

To com tanta pressa quanto o Tai fugindo aqui...

Digimon Adventure Tri pode ser assistido oficialmente na plataforma de streaming Crunchyroll ou de maneira não oficial em quase todos os sites piratas de anime nessa internet de meu Deus. Não demorem...

4 comentários:

  1. Tadinha da Sora ela não ficou tão baranga assim... kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Comentário que só o Luneta poderia fazer. Também sou Pokemaníaco, mas sempre soube que esse Tri era a melhor coisa em 2015. Está de parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pera, não sei se é a melhor coisa de 2015.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...