sábado, 25 de julho de 2015

SBT ESTÁ EXIBINDO AS DUAS PRIMEIRAS TEMPORADAS DE A LENDA DE KORRA (E O MIMIMI JÁ COMEÇOU)


O Bom Dia & Cia, bloco de desenhos animados do SBT que recentemente passou por problemas com a justiça - leiam aqui - está exibindo de segunda à sexta as duas primeiras temporadas de Avatar - A Lenda de Korra

A animação da Nick se junta à outras aquisições da emissora, como Tartarugas Ninja e Bob Esponja, e parece ser parte de um plano de renovação da imagem do programa, que andava estagnado com as mesmas atrações há algum tempo, assim como o recente contrato com a Disney.

Entretanto, não são só alegrias para o canal. Parte da "mídia especializada em TV" (sim, entre aspas) vem condenando o grupo Silvio Santos por exibir um "desenho lésbico" para crianças. 

Que alguém, um dia, nos salve de todo esse sensacionalismo barato.

A título de curiosidade, a animação, que é um spin-off de Avatar- A Lenda de Aang, um dos maiores sucessos da Nick de todos os tempos, em momento algum é uma propaganda da homossexualidade. E não é como se, caso fosse, isso fosse realmente um problema. 

Uma cena inexistente usada como ilustração em matérias nada apuradas

A Lenda de Korra é uma série quebradora de barreiras. Sinopses a parte, ela aborda de maneira sútil diversos temas que devem ser discutidos na sociedade de maneira global, como fanatismos religiosos, preconceito racial e social, política e formas de governo, a pressão da sociedade para a adequação de gostos e da indústria cultural, pressão familiar, terrorismo... E por ai vai. 

Korra, ao longo da trama, mantém três relacionamentos fortíssimos de amizade e um relacionamento amoroso, com um rapaz. Ao terminar esse namoro, ela se vê frustrada - não só com isso, mas é necessário que vocês assistam o desenho para que entendam - e desenvolve mais afeto com outra das amizades, que é uma mulher. No último segundo do último episódio da última temporada, ambas decidem ficar juntas e explorar o desconhecido em uma viagem. Mas não há qualquer indício de que sejam um casal. 

Tudo era apenas questionamento dos fãs, até que um dos criadores confirmou. E, é sério, não há prolema algum nisso. 

No desenho, a Korra ultrapassa inúmeros limites e imposições sociais, sejam por sua descendência, cor de pele ou sexo. Ela mostra que está no controle de sua vida. Logo, fico muito feliz que uma personagem tão forte possa ter a opção de ser homossexual, ou bissexual, ou apenas de se descobrir. 

Essa é uma produção riquíssima em inúmeros aspectos e perfeita para abrir já de cedo a cabeça da criançada, que são o nosso futuro e esperança de mudança.

Uma pena o SBT só ter as duas primeiras temporadas, mas vamos torcer para que adquiram o resto em breve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...