segunda-feira, 27 de março de 2017

Para o bem e para o mal, 'I'll Be Yours' é uma típica faixa do Girl's Day: genérica


Eu não consigo ter esse amor todo com o Girl's Day que eu observo ser consenso entre os capopeiros. Não por conta das integrantes, pois são todas muito lindas, simpáticas em vídeo, além de a Minah e uma das outras que esqueci o nome terem vozes bem bonitas. Sim pelo que, considero eu, o motivo mas importante nisso tudo: o repertório demasiadamente fraco que o grupo nos mostrou ao longo dos anos em atividade.

O catálogo do quarteto é composto, em grande maioria, por canções um tanto inespecíficas, genéricas, que em nada acrescentam em novidade ao cenário e tampouco permitem que exista uma linha onde a identidade sonora delas seja delimitada. E enquanto isso não chega a me incomodar quando coisas como Something, Nothing Lasts Forever e Twinkle Twinkle nos são proporcionadas, num geral, a real reação imediata que tenho à elas é a pior possível: indiferença.

Dito isso, vocês já devem ter percebido que eu não tinha qualquer expectativa para I'll Be Yours, certo?



domingo, 26 de março de 2017

TOP 40 | As melhores faixas do J-Pop em 2015 (40ª até 26ª)


Olá, gente linda. Como estão? Bom, eu estou com um tiquinho de tempo livre nesse fim de semana, mas sofrendo pelo fato de esse final de março não estar rendendo quase nenhuma pauta quente. Logo, qual a melhor opção contra essa nova regra dos charts coreanos que faz com que os lançamentos acabem acontecendo nas segundas, deixando os domingos desse blog totalmente às moscas?

Eu aproveitar o tempo livre para colocar os animes e séries em dia, sair com os amigos ou entrar em um relacionamento sério? ERRADO! A resposta mais óbvia é: resgatar alguma pauta fria que de bastante trabalho!!!!1!1

Pois bem, no finalzinho do ano passado eu resolvi retornar ao passado e dar uma editada nos tops de fim de ano que eu produzi para um outro site que eu escrevia, dando uma atualizada com novas coisas que eu escuto desses períodos e postando de maneira seriada por aqui. Sempre separando entre K-Pop e J-Pop, pois são duas chaves diferentes na minha cabeça e meu TOC despertaria se eu juntasse tudo numa lista só, comecei com os de 2014, elegendo "Red Light", do F(x), na Coreia do Sul e a merdavilhosa "Fxxk Boyz Get Money", do FEMM, na terra do Goku.

Entretanto, sobre 2015, eu tive tempo apenas de revelar as minhas favoritas dentro do capope, com "Crazy", do 4MINUTE, levando a melhor, pois a semana do natal já estava chegando e eu deveria adiantar os tops de 2016. Só que a loucura disso tudo é que, vejam só, o ranking com os jotapopes já estava escrito aqui, faltando apenas algumas edições, sendo esse engavetado por todos esses meses.

Pois bem, resolvi reviver essa matéria e, em três partes, começando por hoje, postarei quais as 40 melhores faixas japonesas de 2015.

Vocês já devem saber disso, mas é sempre bom ressaltar: o top foi montado com base na minha preferência, numa soma do que eu escutava muito na época e do que, daquela época, eu ainda escuto muito hoje. Número de vendas, acessos no YouTube ou qualquer desses dados não foram levados em conta. Além disso, também não tenho o intuito de fazer disso um panorama do que saiu de música há dois anos, logo, é possível que alguns atos apareçam mais de uma vez, enquanto outros nem lembrados sejam.

Uou, que introdução gigantesca. Se vocês não tiverem desistido no meio do caminho, confiram ai a primeira parte, que vai da quadragésima posição até a vigésima sexta...

sábado, 25 de março de 2017

Raspa Semanal #9 | Monsta X, Highlight, IU, Hyuna ex-9MUSES... e só


E aqui estamos com mais uma raspa semanal, reunindo tudo o que poderia aparecer aqui no blog ao longo dos últimos dias, mas que acabaram não surgindo, ou por falta de tempo deste que vos escreve, ou por acreditar que, sozinhas, tais pautas não renderiam bons posts solos.

Sem mais delongas, vamos lá...

sexta-feira, 24 de março de 2017

Aqueles comentários obrigatórios sobre 'Wee Woo', debut do Pristin


Uou, que post atrasado. Levando em conta que eu estava totalmente no hype para o debut do Pristin, visto minha bias do Produce 101/I.O.I, Pinky, a Rafa Brites chinesa, novo visual da nação capopeira, provavelmente ganhar o papel de maior destaque no grupo, além de a Pledis ter alimentado a minha expectativa com uma porrada de covers bem feitos no YouTube e, bom, já ter tido algumas girlbands bem boas em seu catálogo, era esperado que eu escrevesse sobre isso logo que o MV saísse.

Só que, aleatoriamente, acabei tendo uma semana bem ocupada e tive de deixar isso aqui de lado - já disse que ser adulto é uma merda? Porém, não é como se isso fosse algo ruim, já que a minha opinião sobre Wee Woo acabou mudando com o passar dos dias...



quinta-feira, 23 de março de 2017

Em 'B-Day', Lucy dá parabéns pra geral enquanto batemos cabelo numa farofa House


Esse primeiro trimestre de 2017 estão TÃO BOM pro K-Pop que eu meio que sinto como se 2016 estivesse sendo vingado. Quer dizer, já teve alguma semana nesse ano onde não saíram, pelo menos, umas três faixas realmente boas vindas lá da Coreia do Sul?

E essa maré de sorte/bom gosto tem se arrastado até para os maiores confins nugu da cena de lá, pois recentemente saíram materiais bem proveitosos de uma galera quase desconhecida pelo público geral. Materiais esses que, aleatoriamente, acabaram atraindo mais a minha atenção que o que foi solto por atos de maior alcance.

E como eu tenho dado uma certa preferência a falar do que eu mais gosto aqui em vez de dedicar tempo à releases ruins/meia bocas - e vocês tem respondido positivamente em views -, confiram o MV de B-Day e já conversamos...